Translate

sexta-feira, dezembro 31, 2010

Ministros de Dilma --Maria dos Rosários



Maria do Rosario; Ministra dos Direitos Humanos
Deputada federal do PT do Estado do Rio Grande do Sul.


FLAVIA BEMFICA
Direto de Porto Alegre
A deputada federal Maria do Rosário (PT), candidata à reeleição, teve o registro de sua candidatura negado na tarde desta terça-feira (3) pelo Tribunal Regional Eleitoral no Rio Grande do Sul (TRE-RS).
A decisão da corte foi por seis votos a zero e Rosário é a primeira deputada já em exercício a ter o pedido de registro indeferido no Estado. A causa do indeferimento do registro são as contas de campanha de 2008, quando Rosário concorreu à prefeitura da Capital, Porto Alegre.
A advogada do PT, Maritânia Dall'Agnol, informou que será impetrado recurso junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quarta-feira, com o objetivo de reverter a decisão. Ela disse ainda que as dívidas restantes da campanha de 2008 foram assumidas pelo diretório municipal do partido e estão em processo de quitação. O valor da dívida da campanha da candidata em 2008 é de pouco menos de R$ 900 mi
                                           xxxx
TSE decide que apresentação de contas é condição para quitação eleitoral
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por maioria, reformulou seu entendimento e, ao analisar o primeiro caso concreto relativo à prestação de contas e obtenção de certidão de quitação eleitoral, decidiu que a simples apresentação das contas vale para a obtenção da certidão, mesmo que as contas tenham sido rejeitadas. A decisão criou jurisprudência que norteia as decisões dos demais casos, o que favorece e tranquiliza a candidata à reeleição como deputada federal, Maria do Rosário (PT-RS).
A decisão foi tomada durante a análise do recurso especial de Jeovane Weber Contreira, candidato a deputado federal também pelo Rio Grande do Sul, mas que teve seu registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional (TRE-RS).
Ele apresentou as contas relativas às eleições de 2008, mas como havia diferença de valores em algumas notas fiscais, teve as contas rejeitadas. Em razão disso, não conseguiu a certidão e ao fazer seu registro, o TRE-RS indeferiu o pedido. Inconformado, recorreu ao TSE. O mesmo ocorreu com a deputada petista, que ao prestar contas ao Tribunal Regional Eleitoral teve sua candidatura impugnada, por dívidas de campanha.
A maioria dos ministros do TSE (4 a 3) votou no sentido de que somente a prestação das contas, independentemente delas terem sido aprovadas ou não, é suficiente para que o candidato obtenha a certidão de quitação eleitoral.
Na avaliação do ministro Versiani, a exigência restringe-se à apresentação das contas. “Para fins de quitação eleitoral, será exigida apenas, além das demais obrigações estabelecidas em lei, a apresentação de contas de campanha eleitoral não podendo ser considerada a eventual desaprovação de contas nas eleições de 2008, afirmou o ministro ao analisar pela primeira vez a questão.
Como o conceito de quitação foi alterado, houve vinculação de vários critérios, como o gozo dos direitos políticos, regular exercício do voto, a inexistência de multas eleitorais aplicadas, em caráter definitivo e a apresentação de contas de campanha eleitoral. Segundo o ministro, a lei refere-se apenas à apresentação das contas e não sua aprovação.
Portanto, o problema jurídico de Maria do Rosário e os demais candidatos com caso semelhante, está resolvido. Embora sem a assinatura do juiz, a decisão do julgamento dos TSE é definitiva.
     
   Por seis votos o TRE -RS impugnou a candidatura de Maria do Rosário , e apenas um juiz do TSE aprovou as contas da candidata Maria do Rosário do PT  (partido dos trambiques  ).

 E NINGUEM VAI PRESO ?
*********************************************
Luiza Helena de Bairros; Ministra da igualdade Social . 
Uma das principais lideres do movimento negro no Brasil.
*******************************************************

SE LIGA BRASIL      POLÍTICO BOM É POLÍTICO PRESO