Translate

sexta-feira, dezembro 31, 2010

Ministros da Dilma- Fernando Pimentel


Fernando Pimentel ; Ministro do Desenvolvimento.
Amigo de Dilma não sei de nada , foi prefeito de Belo Horizonte (MG)
21/12/2010 - 18h31

Ministério Público denuncia Fernando Pimentel sob suspeita de improbidade


A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Minas Gerais ofereceu denúncia por suposta improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT), indicado ministro pela presidente eleita, Dilma Rousseff.
PAULO PEIXOTO

DE BELO HORIZONTE
O motivo da ação penal é o convênio que vinha sendo investigado desde 2005, conforme revelado pela Folha na época, entre a Prefeitura de Belo Horizonte, a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) e a Polícia Militar para a implantação do projeto "Olho Vivo" --sistema de câmeras de segurança em BH.
O Ministério Público Estadual alegou ausência de licitações (uma para a exploração do serviço e outra para a compra das câmeras), falta de prestação de contas, superfaturamento e ainda suposto uso de nota fiscal falsa de R$ 1,16 milhão, apresentada por um ex-diretor da CDL, também citado.
O promotor Leonardo Barbabela não quis falar sobre a ação. Foi a assessoria do Ministério Público que divulgou nota relacionando os supostos crimes: "Fraude em licitação, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro, que resultaram em prejuízo ao erário de mais de R$ 5 milhões".
"As investigações provaram que a licitação foi dispensada de forma irregular, que os equipamentos foram adquiridos por preços superfaturados, com nota fiscal falsa, e importados mediante crime tributário e ainda com recursos públicos indevidamente recebidos do município de Belo Horizonte."
As acusações do Ministério Público foram contestadas pelo procurador-geral do município, Marco Antônio Rezende, também citado na ação penal. Ele falou à Folha em seu nome e em nome de Pimentel, futuro ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.
"Isso é uma ação política infundada, brandida pelo Ministério Público toda vez que o ex-prefeito Fernando Pimentel tem algum tipo de proeminência e se destaca em algum processo político. Isso é uma perseguição do Ministério Público", disse.
A denúncia foi oferecida na semana passada, às vésperas do recesso do Judiciário, que só voltará a funcionar em 9 de janeiro, quando Pimentel já será ministro. Portanto, ele já terá foro privilegiado e só poderá ser processado no STF (Supremo Tribunal Federal).
O Ministério Público não informou quantas pessoas ao todo estão citadas na ação. A empresa que forneceu as 72 câmeras e outros 241 itens também foi investigada.
  
E NÃO FOI PRESO ?
***************************************
 Garibaldi Alves; Ministro da Previdência Social.
Senador reeleito pelo PMDB, foi presidente do senado.



Garibaldi Alves  cria  manobra  para evitar o palanque de Dilma Rousseff


No velho estilo do PSD, o senadorGaribaldi Alves Filho (PMDB-RN) diz que apoiará a presidenciável petista Dilma Rousseff, mas não fará campanha para ela. Garibaldi é mestre na dissimulação, capacidade que será colocada à prova. O senador, que chegou à presidência do Senado Federal por conta da renúncia do senador Renan Calheiros (envolvido no escândalo do pagamento de pensão a uma filha fora do casamento), selou acordo político com o Democratas. É cabo eleitoral da senadora Rosalba Ciarlini ao governo do Rio Grande do Norte e pedirá o segundo voto para o senador e colega político José Agripino Maia.
Na visita do tucano José Serra ao estado potiguar na quinta-feira (22), Garibaldi encontrou uma agenda na Bahia para não ser procurado e muito menos encontrado. Como se sabe, o Democratas e Ciarlini garantirão palanque para o tucano no estado que tem 40% da população no Bolsa Família. O PSD (Partido Social Democrático), da época do Getulismo coligou-se com o PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), duas correntes antagônicas que por várias oportunidades teve impugnações promovidas pela UDN (União Democrática Nacional).

**********************************************
SE LIGA BRASIL POLÍTICO BOM É POLÍTICO PRESO