Translate

terça-feira, janeiro 20, 2015

Terrorismo LIVRE : Governo argentino silencia o procurador Alberto Nisman .




 Nessa segunda feira 19 de janeiro de 2015 , foi ASSASSINADO o promotor argentino Alberto Nisman ,em seu apartamento em Puerto Madeiro em Buenos Aires . 
  O promotor Alberto Nisman, afirmava que tinha provas sobre supostas manobras do governo argentino para apagar o irã do seu envolvimento no ataque COVARDE ao centro israelita da Argentina em Buenos Aires . Nessa segunda feira ele era esperado no Congresso para ser ouvido por parlamentares
 A denuncia envolvia a "presidenta" Cristina Kirchner e outros membros do seu governo .



 Em 1994 o ataque TERRORISTA do grupo xiita libanês Hezbolhah, deixou 85 israelenses mortos .














   No mesmo dia do ASSASSINATO do promotor Alberto Nisman , a "presidenta" Cristina Kirchner , mandou o secretario de inteligencia Oscar  Parilli , enviar uma nota para a juizá federal Maria Romilda Servini de Cubria , para  suspender as investigações dos agentes do serviço de inteligencia envolvidos  no ataque terrorista ao CENTRO ISRAELENSE .


A raíz del pedido, Parrilli le envío dos notas a Servini de Cubría. En la primera, le pidió a la jueza que "tenga a bien proceder a identificar los nombres del personal de este Organismo que se encontrarían referidos en la mentada denuncia, a efectos de proceder al levantamiento del secreto de los mismos".
En la otra nota escribió que "por expresa instrucción de la Señora Presidenta de la NacióN POR MEDIO de la presente se autoriza la desclasificación del producido de las intervenciones de los abonados números 11-3238-4699, 11-3315-6908, 11-3964-0799 y 11-6224-0263, y de todo otro material, archivo O INFORMACION DE INTELIGENCIA vinculada a la investigación del atentado contra la sede de la AMIA"
FONTE ; agencia fe




  O corpo do procurador que mandaram MATAR não esfriou , mas os BANDIDOS começam a esconder as prova do seu envolvimento . 
 As 300 folhas que continha depoimentos  e as fitas gravadas que apontavam o acordo feito com os TERRORISTAS do Irã , com Cristina Kirchner , vão sumir . 

   Não é difícil acreditar nesse acordo de Cristina e o governo do Irã . 



 O novo presidente do Irã Hassan Rohani , é um dos que tramaram contra Israel e patrocinou o atentado TERRORISTA em solo argentino . 
  Todos os envolvidos são procurados pela INTERPOL .
 São eles  ; 

           Ayatollah Khamenei.




Rafanjani , líder do governo e ex-presidentedo Irã , 1989-1997






Imad Mogniveh , morto em 2008 em Damasco


          Ahmad Vhaidi , ministro da defesa .







         Ali Fallahian , chefe de inteligencia .





             Moshen Rabbani , ex-adido cultural da            embaixada iraniana em Buenos Aires .





   A conexão entre o governo argentino e os TERRORISTAS iranianos , foi denunciada pelo procurador Alberto Nisman , que foi ASSASSINADO nesta segunda feira .

Quase alegremente, Luis D'Elia reconheceu que, durante a visita do turismo Irã-política em "uma conversa " com Mohsen Rabbani, um dos réus da Justiça da Argentina sendo o organizador e cérebro pior ataque terrorista sofrido o país ao longo de sua história.


 O presidente da Federação de Terra e Habitação foi em Teerã com sua esposa ?? que também é vice-provincial Alicia Sánchez e do militante ultra-esquerdista Fernando Esteche.

Mohsen Rabbani ,TERRORISTA procurado pela Interpol , tem circulado entre os países , BRASIL , VENEZUELA , ARGENTINA e COLÔMBIA , recrutando jovens para converte-los ao ISLAMISMO XIITA .



"Ele diz que está recrutando jovens Brasil, Argentina, Costa Rica, Chile e México para o Irã ... O gerente deste recrutamento é Rabbani ... Que este Rabbani viaja para a Venezuela e, em seguida, cruza para o Brasil ilegalmente ... quase pára, mas as autoridades do brasil retirou devido a problemas políticos que eso..Viaja em uma companhia aérea que faz Irã-Venezuela eo governo venezuelano encontra-se no voo manifesta para aqueles que não sabem viajar ... Rabbani agora viaja com uma identidade falsa para se mover livremente no Brasil e evitar problemas deste governo com a Argentina, que tem ordens para capturar o ataque à AMIA judaica em 1994. Como se sabe os argentinos estão no Irã são o suficiente e eles lavaram as ideologizandolos cabeça para o Jhidad ou Jihad islâmica estão dizendo que estes jovens são trazidos da Venezuela ao Irã clandestinamente e voltar da mesma maneira passaporte sem marcação ou nada ... "fonte ; DiárioVeloz.com -29/2/2012





Se o governo BANDIDO da Argentina , retirar as acusações contra esses TERRORISTAS , a INTERPOL não poderá prende-los . E os TERRORISTAS podem circular e planejar mais atentados pelo mundo, TODOS  LIVRES . 




Tudo igual , todos BANDIDOS .