Translate

quinta-feira, janeiro 19, 2017

Lista da Odebrecht = Gim Argello (ex-senador) " CAMPARI"– R$ 1,5 milhão de PROPINA .






O ex-executivo da Odebrecht Claudio Melo Filho , fechou um acordo de delação premiada com procuradores da Republica. Ao depor na sexta feira 9 de dezembro em Curitiba. Em seu depoimento , Claudio Melo ,listou alguns membros da Republica que receberam PROPINAS da Construtora Odebrecht.



Ex-senador Jorge Afonso Argello ( PTB-DF) ,conhecido como Gim Argello , figura conhecida e com total intimidade entre os principais caciques da Republica .
 Gim Argello,aparece na lista do delator Claudio Melo ,identificado com o apelido de "CAMPARI".   Na delação ele é acusado de ter recebido R$ 1,5 MILHÃO de propina da Odebrecht .
   O ex-senador da Republica Gim Argello ,foi preso pela força tarefa da Operação Lava Jato e condenado pela Justiça Federal  à 19 anos de prisão pelos crimes de ; CORRUPÇÃO PASSIVA,LAVAGEM DE DINHEIRO e OBSTRUÇÃO Á INVESTIGAÇÃO de ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA .


O ex-senador exerceu mandato entre 2007 e 2014 e está preso desde abril, quando a 28ª fase da Lava Jato foi deflagrada. A força-tarefa da Lava Jato afirma que há indícios concretos de que ele solicitou vantagem indevida para evitar que os empreiteiros fossem chamados para depor na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras, em 2014.
"O condenado, ao invés de cumprir com seu dever, aproveitou o poder e oportunidade para enriquecer ilicitamente, dando continuidade a um ciclo criminoso. A prática de crimes por parlamentares, gestores da lei, é especialmente reprovável, mas ainda mais diante de traição tão básica de seus deveres públicos e em um cenário de crescente preocupação com os crimes contra Petrobrás", disse Moro.

Congresso indenizado
Neste caso, Moro determinou que o confisco dos bens e a indenização imposta na senteça (R$ 7,350 milhões) sejam revertidos ao Congresso Nacional e não à Petrobras, como ocorreu em outros processos da Lava Jato - situação inédita dentro da operação.
"Para este crime, a vítima não foi a Petrobrás, mas o Congresso, representando o recebimento de propina por integrante da Comissão Mista Parlamentar de Inquérito, uma afronta à dignidade do Parlamento", afirmou o juiz.

 FONTE G1




Marcelo Odebrecht para Lula e Dilma: 

“É para resolver essa lambança. Ou não haverá República na segunda-feira”



     A REPUBLICA CAIU !!!