Translate

terça-feira, fevereiro 23, 2010

Bloco do Arruda comportaria velha guarda, comissão de frente e abre-alas


Quarta-Feira, 17 de Fevereiro de 2010
Bloco do Arruda comportaria velha guarda, comissão de frente e abre-alas




Crédito: Correio Braziliense

Governador do DF curte o carnaval na prisão

Quem diria que a folia administrativa, ao ritmo de suborno, rateio de cargos públicos entre amigos, dinheiro na meia e grampos telefônicos, acabaria rendendo um merecido e recluso carnaval ao governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda. Isso definitivamente colocou na avenida o samba do "Ei, você aí, me dá um panetone aí..."

Nunca na história recente do País um governante de primeiro escalão tinha sido preso por obstruir a justiça. Historiadores, cientistas políticos e foliões estão interessadíssimos no enredo desse samba, que aponta para a necessária correção de rumos na política do País.

"A decisão do STF, que não concedeu o habeas corpus ao governador, é saneadora. Certos políticos agora sabem que podem ser abraçados pela justiça", entende o senador Flávio Arns.

Arns espera que a situação do GDF seja logo resolvida e que a cidade retome sua vida administrativa. Não a de antes, é claro, mas com novo tom – na batuta do interesse público e da probidade.

Para que houvesse justiça mesmo, o bloco do Arruda deveria ter mais gente, com direito à velha guarda, comissão de frente e abre-alas. Não se pode ter o receio de que, passada a quarta-feira de cinzas, tudo volte a ser como dantes no carnaval do Abrantes.

Vale acompanhar a apuração   




                                                  BOLETIM INFORMATIVO - SENADOR FLÁVIO ARNS ::